Entrar »

 

Alexandre Trevisan uMov me Portal ERP Tech

Considerada uma das plataformas de desenvolvimento de aplicativos móveis mais avançadas do mercado, a uMov.me conta com cerca de 100 mil usuários, que já executaram mais de 51 milhões de operações em aplicativos. Atualmente, é liderada pelo CEO Alexandre Trevisan, com quem o Portal ERP Tech realizou a entrevista deste mês. Acompanhe:  

Conte-nos um pouco sobre a história da uMov.me.

A uMov.me foi criada em 2011, como uma área da Trevisan Tecnologia voltada para o desenvolvimento de aplicativos empresariais para smartphones e tablets, atingindo em menos de um ano 1,7 mil soluções criadas para clientes como Azul Cargo, Makro Atacadista, Nissin, Danone e Red Bull. Na época, a Trevisan Tecnologia era focada no desenvolvimento de softwares de gestão.

Em 2013, a uMov.me foi selecionada pela TOTVS para receber fundo de investimentos TOTVS Ventures. Com o investimento, a provedoral ficou com 20% da empresa. Dois anos depois, os sócios da empresa uniram esforços e a uMov.me recomprou a parte da TOTVS. Na época, a uMov.me já tinha mais de 5 mil usuários e mais de 200 empresas parceiras. Em 2016, a empresa recebe aporte de R$ milhões do fundo CVentures Primus, em conjunto com a CRP Companhia de Participações. No mesmo ano, a uMov.me também é selecionada para o Programa Promessas, da Endeavor.

Já neste ano, a empresa ultrapassou a marca de 300 parceiros licenciados, além de 10 mil usuários e 100 mil operações realizadas nos apps. Ainda em 2017, uniu forças à Resultados Digitais, Trello, RockContent e outras empresas para criar o movimento Transformação Digital, que destaca as tendências e melhores práticas num mundo corporativo cada vez mais digital e dependente das inovações tecnológicas.

Quer receber atualizações sobre o ERP Summit 2018? Clique Aqui!

Equipe uMov me Portal ERP Tech

Quais os segmentos atendidos pela uMov.me?

A plataforma pode atender variados segmentos, como varejo, atacado, indústria, serviços e facilities, transportes, saúde, imobiliário e seguros. Temos um portfólio amplo de segmentos na plataforma e parceiros de diversas áreas, destacadamente parcerias empresas de tecnologia, consultorias e agências e empresas que transformar suas operações com mobilidade.

Fale-nos um pouco sobre cada solução do portfólio oferecido pela empresa.

Nosso core é a plataforma de criação de apps, mas também oferecemos uma metodologia de negócios completa, que vai desde a criação até a negociação dos apps. Também temos alguns parceiros estratégicos que possuem um plano de negócios desenvolvido pela uMov.me.


Os desenvolvedores de softwares de gestão empresarial representam uma grande oportunidade para as empresas que oferecem tecnologias que permeiam estas ferramentas, entre elas, os aplicativos mobile.  Qual tem sido a estratégia da empresa para este mercado?

Compre seu ingresso para o ERP Summit ainda no primeiro lote!

As empresas estão passando por uma fase de transformação dos negócios. A estratégia digital é uma presença dentro da companhia. No início, o digital surgiu para que as empresas buscassem engajamento, comunicação com os clientes, mas como uma estratégia externa. Hoje, essa digitalização já atinge a operação. 

E tudo isso passa pela mobilidade, pois envolve possibilitar a produtividade de colaboradores que não atuam dentro do ambiente corporativo. A gestão precisa cada vez mais de controle e acompanhamento das atividades, mesmo à distância e com atualização constante em seus sistemas internos.

A estratégia da uMov.me é alinhar e integrar a necessidade das empresas que utilizam softwares de gestão a essa demanda, de modo que possamos auxiliar o segmento.

Alexandre Trevisan Vinicius Vasconcelos uMov me Portal ERP Tech

Um dos maiores desafios atuais para as desenvolvedoras de tecnologia, está justamente no fato de que, cada vez mais, estas mesmas ou buscam soluções customizadas ou terceirizam um add-on ou plugin muito específico para atender o seu cliente. Como a uMov.me tem se comportado neste cenário?

Desde o início da uMov.me, nosso foco é oferecermos uma solução flexível e, ao mesmo tempo, ágil e altamente customizável. Ter uma plataforma que permite o desenvolvimento de aplicativos sem programação é um caminho para responder esse desafio.

A flexibilidade da plataforma permite atendermos a uma diversidade de mercados, atendendo especificamente às necessidades de cada cliente. Entendemos que este é o caminho, pois as empresas precisam de soluções aderentes, mas sem perder a agilidade na implementação delas. 

Precisamos muito da sua opinião! Participe da pesquisa Panorama Mercado de ERP Brasil 2017. Você vai levar 3 minutos!


Quando falamos em mobilidade, é notório falar que o Brasil é um celeiro de oportunidades, a começar pelo fato de termos hoje uma média de mais do que um aparelho móvel por habitante, e o seu uso estar completamente disseminado em nossa cultura. Contudo, aspectos como complexidades fiscais e tributárias e a necessidade de uma política melhor definida de investimento em formação de mão-de-obra qualificada, por exemplo, freiam a nossa capacidade de desenvolvimento. Em sua opinião, quais são os desafios para empreender tecnologia no país?

Estamos muito confiantes que a economia vai entrar em rota de crescimento e que as empresas vão retomar crescimento, já em 2018, mais especificamente. Temos certeza que as empresas vão se focar muito em investimento em tecnologia e inovação a curto e médio prazos.

O desafio da tecnologia é ajudar às empresas a se manterem compatíveis, produtivas e respeitando tudo o que a legislação exige. Isso se torna muito mais assertivo quando apoiado por ferramentas, como os aplicativos.

Nos apps, por exemplo, é possível predefinir regras, legislação e o próprio compliance, para que colaboradores, equipes de campo, fornecedores e distribuidores se adequem às exigências legais e aos objetivos da empresa.

É como a Lei do Descanso, que estabelece que um motorista precisa fazer uma parada de 30 minutos após cada 4 horas dirigindo ininterruptamente. Um app pode lembrá-lo dessa parada e o gestor terá o controle para saber se o colaborador está cumprindo ou não à legislação.

A tecnologia sempre é o apoio para o desenvolvimento, é resiliente e se adapta às regras e leis, ou cria situações novas. 

Ainda sobre ERP, as provedoras têm inovado e otimizado suas ferramentas para torná-los cada vez mais aderentes. Em sua opinião, o que os aplicativos que permeiam os softwares de gestão deverão oferecer para serem considerados competitivos daqui a 05 anos?

Para quem desenvolve ERPs, conseguir responder ao mercado é um desafio enorme, pois são soluções extremamente complexas. Temos visto que, em muitos casos, as desenvolvedoras de ERPs entendem que a proposta de valor deles é outra, está em aperfeiçoar seu produto e nas regras de negócios. Eles buscam parceiros e integração com soluções que fogem do core para ganhar velocidade, para que possam entregar seus serviços de forma completa para seu cliente.

Neste cenário, os apps serão cada vez mais importantes. Cada vez mais, os processos corporativos vão acontecer fora da empresa, num mundo outsourcing. Os apps entram neste cenário, pois são ferramentas muito adequadas para manter as regras transparente e adequar o trabalho de equipes em campo, fornecedores, distribuidores e toda a cadeia que envolve a empresa.

Os apps corporativos podem tornar as empresas fluídas, mais leves e mais preparadas para este mundo outsourcing. É por isso que temos certeza que 2018 será um ano de muito investimento no nosso mercado e em tecnologia, em geral. Estamos trabalhando muito para atender ao mercado ERP de forma cada vez mais ágil, completa e aderente.

Fonte: Editorial

Fique atualizado sobre as tecnologias que permeiam o ERP e assine a nossa newsletter!

Cadastre seu e-mail * e receba nossa newsletter

Portal ERP Tech | iX Tecnologia e Educação Ltda. Todos os direitos reservados.